sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Bota na conta do papa

Que o cinema brasileiro vem crescendo e ganhando força, todo mundo já sabe. Eu, mesmo não sendo um cinéfilo assumido do material nacional, admito que evoluiu-se muito, seja em fotografia, roteiro, edição ou quaisquer outros. No entanto, sempre achei que faltava no cinema brasileiro alguém que resolvesse produzir algo diferente. O que quero dizer é que a grande maioria dos filmes nacionais falam de momentos importantes da história do país (que nunca farão sucesso no exterior ou nos darão um oscar), comédia regional com caráter tipicamente nordestino (que eu adoro, mas entra no mesmo parênteses do item anterior) ou de cunho social (você já entendeu). Porém, com o lançamento de Tropa de Elite, parece que a coisa mudou de rumo completamente.

O filme retrata o dia-dia do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais), uma partição especial da polícia militar, cuja função basicamente é a de apreender armas usadas pelos traficantes das favelas do Rio de Janeiro. Considerada a melhor equipe de combate urbano do mundo, é o BOPE quem impede o crime organizado no Rio de dominar a cidade, mantendo a ordem, até onde isso é possível. O filme inteiro é narrado pelo ponto de vista do capitão Nascimento (interpretado por Wagner Moura), imergindo o espectador na situação e contexto do filme. A ação é frenética e cada cena (salvo raras exceções) prende o fôlego de forma empolgante e intensa. As atuações são excepcionais, os diálogos impecáveis, enfim, tudo é perfeito.

Têm palavrão? Sim. É violento? Sim! Nada disso impede o filme de ser uma das melhores produções tupiniquins já feitas. Se você for do tipo que não curte filme pesado, violento ou com linguajar sujo, passe longe deste. Aqui o negócio é mais cruel que "300". Não que hajam braços ou cabeças decepadas, mas aqui cada tiro é mais real. Cada vítima tem um rosto, voz, sentimentos. A violência parece mais próxima, mais presente. Provavelmente foi a união desse aspecto de thriller policial com a identificação que sentimos com a situação retratada no filme que o tornaram rapidamente tão importante e comentado. Claro, o fato de ele ter vazado na internet antes mesmo de entrar em cartaz nos cinemas ajudou muito neste aspecto, mas na opinião deste humilde blogueiro, esta foi uma inteligentíssima tacada de marketing para divulgar o filme e atrair o público. De qualquer forma, o filme foi um belo chute no saco do governo, que faz descaso de um sistema, na maior parte dos casos, corrupto, que trabalha para o bem próprio e que age por conveniência. As críticas à PM são explícitas, o que exalta o contraste interessante mostrado entre esta e o BOPE, que é definida no filme por homens de caráter, corajosos e incorrompíveis.

Claro, eu já assisti, mas não deixarei de ir ao cinema para ver tudo de novo na tela grande. Até lá, espero ter decorado algumas falas, pra poder gritar os palavrões junto com os atores nas cenas mais legais.

__________________________

Site oficial do filme: www.tropadeeliteofilme.com.br

Download do filme via torrent: [Opção 1 - DivX] [Opção 2 - DivX] [Opção 3 - DivX]

Download do filme via http: [Opção 1 - RMVB] [Opção 2 - RMVB] [Opção 3 - DivX]

Download do filme via http (RapidShare - DivX): [01] [02] [03] [04] [05] [06] [07]

Assistir no YouTube: [01] [02] [03] [04] [05] [06] [07] [08] [09] [10] [11] [12] [13] [14]

Download das músicas: [Tropa de Elite] [Rap das Armas]

Um comentário:

carlos disse...

puta que pariu