quinta-feira, 12 de julho de 2007

Apressadinho, mas excelente!

Ontem, quarta-feira, tive a felicidade de comparecer à estréia de Harry Potter e a Ordem da Fênix nos cinemas, cheio daquela mesma expectativa que tive por Homem-Aranha 3. É inevitável dizer que a franquia do bruxo já conquistou legiões de fãs no mundo todo, independente de conhecerem a obra de J. K. Rowling ou não. No meu caso, já tendo lido todos os livros lançados até o momento, tinha a obrigação de conferir esta adaptação para as telonas.

Fantástico! O filme consegue ser divertido, tenso e empolgante, tudo em seu devido momento. Personagens que antes apenas figuravam no elenco ganharam participações mais consistentes, como Argo Filch, o zelador de Hogwarts. Algumas novas e bem-vindas surpresas também surgiram, como Evanna Lynch no papel de Luna Lovegood e Imelda Staunton como a alta inquisidora do ministério da magia, Dolores Umbridge. Todo o elenco agiu de forma espetacular e o filme realmente funcionou de forma magistral. O universo dos bruxos se tornou encantador e verossímel em cada detalhe dos figurinos, da atuação dos atores e atrizes, do castelo e das regiões externas, o que inclui a Floresta Proibida. De fato, tudo ficou perfeito e o filme, ao meu ver, excedeu o esperado.

Claro, nem tudo são flores. Provavelmente a maior falha tenha sido o excessivo número de cortes, que apesar de bem colocados, tornaram o filme um pouco rápido demais. Para quem já leu o livro, provavelmente este ponto não se tornou um grande problema, mas a grande maioria do público pode ficar um pouco atordoada com as mudanças bruscas de cena e cenários. Creio eu que o filme precisaria de pelo menos mais uns 30 ou 40 minutos para resolver uma ou outra ponta solta e dar uma desacelerada em alguns trechos, o que daria mais fluidez ao roteiro. Mesmo assim, a montagem das cenas ficou excelente e deu uma certa dinâmica ao filme, que em nenhum momento fica chato ou cansativo. Os mais puristas notarão algumas controvérsias entre a obra escrita e esta nova versão para o cinema, mas nada chega a ameaçar a integridade da história ou desvirtuar o original. Como adaptação, a série Herry Potter sempre fez o que, na opinião deste humilde blogueiro, a trilogia "O Senhor dos Anéis" não foi capaz, com exceção talvez de "A Sociedade do Anel". Todos os elementos importantes e até mesmo alguns secundários foram importados com esmero, não decepcionando os fãs dos livros ou os que apenas conhecem os filmes.

Enfim, como filme, tudo funcionou perfeitamente, com momentos muito engraçados, conflitos psicológicos densos (mas sem o xôrôrô de Peter Parker) e cenas de ação incríveis. O melhor filme da franquia até o momento, com certeza, e o melhor que eu já assisti este ano.

______________________________

Em Tempo: Confira o site oficial da autora J. K. Rowling clicando aqui. O sétimo e último livro, Harry Potter and the Deathly Hallows, será lançado no próximo dia 21 deste mês nos EUA. No Brasil, sabe Deus quando...

Um comentário:

márcio disse...

É...parece que este novo harry potter saiu muito bom, agora é esperar para que o filme chegue em dvd....Aff...
Sugestão:
faz um post aí sobre LOST 3a temporada
(sem espoilers se possível).